segunda-feira, Dezembro 25, 2006

"São Rosas Senhor, São Rosas ..."

Pai Natal

"Feliz Natal"

Face brindada !!!

Chegou ...
e finalmente pousou
com toda a liberdade
a sua face beijou.

Tuxa

Aí está ela novamente .... !!!!

quinta-feira, Dezembro 14, 2006

Primavera

quarta-feira, Dezembro 13, 2006

O descanço da guerreira

E quase tudo o vento levou

Foto de: Artur Nelson L. Ribeiro

sexta-feira, Dezembro 08, 2006













Com cores de encantar
sobrevoa o universo
... cores belas, expressivas
contadas na beleza de um verso

Poema: S. F.

segunda-feira, Dezembro 04, 2006

Autor: "Joaquim G. Filipe"

sábado, Dezembro 02, 2006


Pousou numa flor de jasmim
carregando com ela
promessas de amor sem fim.

Poema de: S. F.

Madame

quinta-feira, Novembro 30, 2006

Descongelando

De olho em ti ....

quarta-feira, Novembro 29, 2006

Borboletas

domingo, Novembro 26, 2006

Neve

sábado, Novembro 25, 2006

O Mar é o Mar

quarta-feira, Novembro 22, 2006

São Niclau

segunda-feira, Novembro 20, 2006

FOGO

domingo, Novembro 19, 2006

La escalera (Avellanos)

sexta-feira, Novembro 17, 2006

MAGMA

quarta-feira, Novembro 15, 2006

BICA

terça-feira, Novembro 14, 2006

LAGOA

Image: Francisco Costa Pinto

segunda-feira, Novembro 13, 2006

GELO

Image: Jose A Gallego

O gelo no Árctico no Inverno diminuiu cerca de seis por cento em cada um dos últimos dois anos, em comparação com os 1,5 por cento por década registado desde o início destas observações por satélite.

Segundo um climatologista ligado ao Centro Goddard da NASA, este fenómeno terá «resultado provavelmente do aquecimento atmosférico devido aos gases com efeito de estufa».

Joey Comiso adiantou ainda que o recuo dos glaciares do Árctico é, em média, de 10 por cento por década, no Verão, desde 1979, o que leva os especialistas a concluírem que agora a redução do gelo nestas regiões é maior no Inverno do que no Verão.

Estes números preocupam os especialistas em Ambiente, pois os valores actuais trazem a debate os desequilíbrios da natureza provocados pelo aquecimento global.

«Ao fundir o gelo oceânico, vamos ter maior absorção da radiação solar e de certa forma há um efeito positivo ao acelerar de certo modo o aquecimento global. Mas mais preocupante, a médio e longo prazo, é o facto de os campos de gelo estarem também a fundir», avançou Filipe Duarte Santos.

Este especialista da Faculdade de Ciências de Lisboa referia-se ao gelo que não é oceânico, mas que está assente sobre a terra, em especial na Groenlândia e no Este da Antárctica, facto este que está a aumentar o nível do mar, algo que tem consequências a nível da flora e da fauna.

«Um aspecto que é emblemático é o urso polar e há já observações de animais que se afogam, pois não encontram plataformas de gelo sobre as quais possam passar a andar», explicou.

Filipe Duarte Santos acrescentou ainda que este degelo está também a ter efeitos sobre as pessoas que vivem nas zonas mais a norte do Canadá e da Rússia, que terão o seu modo de vida totalmente alterado por estes fenómenos.

In: TSF